quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

A LEPRA NA PAREDE,UM DIA IMUNDA,NO OUTRO, LIMPA



A LEPRA NA PAREDE, UM DIA IMUNDA, NO OUTRO, LIMPA

O Senhor falou a Moisés e a Arão que a terra de Canaã seria dado por Ele aos filhos de Israel. Ele fez uma observação a Moisés e a Arão de que quando entrassem na terra de Canaã, observassem que  algumas residências estariam contaminadas pela praga da lepra e que essa praga seria enviada por Ele próprio, por represália aos pecados cometidos pelos que habitavam nela ( Lv. 14; 34). Deus mandara um alerta para que aquele que fosse o  proprietário daquela residência observasse alguns sinais, ou indícios de que supostamente a sua residência estaria  com a praga da  lepra, mesmo em dúvida deveria ir ao sacerdote para comunicar-lhe o fato, e que esse sacerdote lhe aconselharia que antes de sua visita de inspeção ao local supostamente contaminado fossem feitos alguns procedimentos: como por exemplo: tirar todos os objetos, utensílios e etc de dentro da casa que é para que também não fossem contaminados com a bactéria da lepra. Após esses procedimentos o sacerdote faria análise geral dos fatos e daria o diagnóstico (Lv. 14; 35,36).
Quando o examinador, no caso o sacerdote, vindo a inspeção observasse que as paredes da casa estariam com sulcos profundos avermelhados ou esverdeados seriam uma prova  concreta de que haveria ali um caso de praga da lepra; a praga contaminara até as paredes da casa e que seria preciso tomar providências cabíveis. Nesse caso o sacerdote sairia imediatamente daquela residência exigindo assim, a saída imediata de todos  por exatamente sete dias (Lv. 14; 37,38). Decorridos os sete dias, o sacerdote voltaria para examinar a situação da casa, percebendo pois, que a praga se estendera por toda área da casa, o sacerdote ordenaria que venham ser retirados alguns tijolos que compunham a estrutura do imóvel, onde se concentrariam maior parte das manchas da lepra, esses tijolos seriam lançados longe da comunidade em algum lugar imundo, o restante da estrutura seria raspado todo o reboco por dentro e por fora e o pó que fora raspado seria lançado em algum lugar distante e imundo para não contaminar o restante (Lv. 14;39,40,41). Os tijolos que foram retirados seriam substituídos por outros e seria rebocada a parede do imóvel novamente pois o primeiro reboco fora retirado(raspado), mas se com todos esses procedimentos o sacerdote observar que não haverá mudança alguma, e que a praga venha aumentar mais ainda, o sacerdote decretará àquela casa imunda contaminada estará de “lepra  roedora” (Lv.14; 44). Nesse caso, será decretado a destruição daquela casa, toda sua área será posta abaixo, suas pedras, suas madeiras, seu telhado e etc. e todos os escombros serão lançados longe da comunidade em um lugar imundo. E todos os quantos entraram dentro daquela casa no período em que fora decretada imunda serão imundos também deverão ser purificados as suas vestes lavando-as urgentemente (Lv.14;45,46,47).
Mas, em caso em que, após os procedimentos: substituição dos tijolos e da raspagem do reboco, do novo reboco etc. Vindo o sacerdote novamente àquela casa e examinando-a concluir uma mudança; que as paredes estão limpas, que tudo estão limpos, decretará a casa curada e limpa; se fará expiação pela aquela casa ((Lv. 14;48).
Esta a lei de toda praga da lepra e a da tinha, para ensinar que um dia uma coisa pode está imunda e em outro, a imunda pode se purificar podendo se tornar limpa (Lv.14; 54,57).
Fiz uma análise minuciosa, concluí que, essa passagem da praga da lepra é um recado impressionante para todos. Fala de algo material, mas que implicitamente traduz a ideia, não de uma casa material, e sim de uma casa espiritual e a sua purificação: do pecado e suas consequências. A casa seria nossa vida, nossa alma; a lepra no caso seria os nossos pecados. O Sacerdote seria Jesus e o seu Sacrifício na Cruz...
Quando o proprietário da casa, que somos nós, estamos praticando o mal tudo ao nosso redor é contaminada por nossas ações, a lepra já está na casa, devemos tomar uma atitude antes que esta praga contamine todo o resto; precisamos urgentemente recorrer ao Sumo Sacerdote Jesus Cristo que analisa tudo e nos indica o melhor caminho para que não haja uma contaminação total. Há situações em devemos lançar tudo fora para que aquele mal não evolua, pois se não for cortado o mal pela raiz, nos e todos os que estão ao nosso redor seremos todos prejudicados.
 Quando o Sumo Sacerdote dá todas as instruções para que a casa  fique limpa da lepra (pecado) há um monitoramento da parte de Deus ,  analisados são os atos do indivíduo se houver alguns vestígios é preciso ser arrancados, destruídos, substituídos, raspado e lançados para bem distante daquela pessoa, num lugar onde não mais contamine.
 Mas, se depois de todos os procedimentos, de todo o Sacrifício do Sumo Sacerdote que deu até a Sua Vida para que todos reconheçam que pecaram e que não errem mais,  e não houver um reconhecimento do seu Sacrifício e não houver uma mudança de caráter contaminado será toda a casa, a casa será considerada imunda e será totalmente derrubada e destruídos tudo o que há nela, incluindo tijolos, madeiras, objetos, utensílios serão reduzidos até o  pó e esses escombros serão lançados todos em um lugar imundo onde ninguém quer ir, e lá haverá choro e ranger de dentes.
Mas se por outro lado, àquele proprietário que fora avisado, se der por avisado e abster-se de continuar pecando, reconhecendo o Sacrifício do Sumo Sacerdote Jesus e não mais ir adiante com suas práticas pecaminosas, sua casa será avaliada pelo Sumo Sacerdote, que a declarará limpa, curada da lepra e abençoada.
Por isso que diz em (Lev.14; 54,57) que a lei da praga e da tinha é para ensinar que um dia alguma coisa pode ser imunda e em outro dia essa mesma coisa será limpa.
Faça uma reflexão desse texto e você será abençoado. Porque essa reflexão não foi minha e sim, do Espírito Santo do Senhor que me acordou para fazer essa análise inédita para te abençoar e me abençoar também.
Até a próxima! A Paz do Senhor.
Ocorreu um erro neste gadget

postagens populares

EU LOUVANDO RECIFE ABRIL 2012

EU E O MINISTERIO DE LOUVOR ELSHADDAY RECIFE 2012

EU SOU FELIZ COM JESUS

EU SOU FELIZ COM JESUS
MINHA VIDA PERTENCE A DEUS

EU LOUVANDO NA CRUZADA 2012

EU NA FACULDADE DE DIREITO

EU NA FACULDADE DE DIREITO
MINHAS COLEGAS DE CLASSE

EU E DIACONIZA REBECA

Batismo da IBMSJ

Batismo da IBMSJ
Deus se fez presente.Grande foi o mover do Espírito

EU E MINHA CASA

EU E MINHA CASA
NEM SEMPRE FOI ASSIM

EU LOUVANDO 2012

ESTER BATISTA DEPOIS DO CANCER

ESTER BATISTA DEPOIS DO CANCER
RECUPERADA DE UM CANCER QUE LHE CUSTOU UM SEIO,E O MEDICO AGIRMOU QUE HAVIA SE ESPALHADO (METÁSTASE) EM SEGUIDA ATINGIU O ESTOMAGO E NÓS NÃO ACEITAMOS AQUELA ENFERMIDADE MALIGNA NO SEU CORPO NOS JUNTAMOS EM ORAÇÃO EU ELA SEU ESPOSO O MEU FILHO TIAGO RAFA ERA AINDA CRIANÇA 12 ANOS ELECOLOCOU A MÃO SOBRE ELA E ORAMOS E CHORAMOS E O SENHOR OUVIU A NOSSA SÚPLICA E A CUROU E QUANDO ELA FOI FAZER OUTRO EXAME NÃO HAVIA MAIS NADA GLÓRIA A DEUS! O SENHOR É MARAVILHOSO É MÉDICO DOS MÉDICOS FAZ MARAVILHAS E VAI CONTINUAR FAZENDO NAS NOSSAS VIDAS. ALELUIA!!!!!!!!!!